Páginas

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Canção para o Rio - O Cartola Falou (Gladir Cabral)

Esta canção faz parte do Projeto "Canção para o Rio" e tem duas intenções bem claras: fazer uma homenagem ao compositor popular que foi o Cartola e chamar os que sofrem para ouvir a voz da esperança. Acabou de nascer. Ainda ontem eu estava pensando: o que Cartola teria a dizer ao povo do Rio depois de tanto sofrimento com as chuvas? Bom, acho que seria uma lembrança daquilo que já disse em canção: "Finda a tempestade / O sol nascerá". Se o Cartola falou, tá falado.


A canção quer dizer, àquele que está sozinho e abatido, que abra a janela, que olhe pra frente, pois ainda há uma vida pra viver e é preciso recomeçar, mesmo que isso seja muito difícil.



O Cartola falou

Se o Cartola falou
que o sol nascerá, é verdade
O aguaceiro passou,
o arco íris brilhou hoje à tarde
Mas o dia, só ele é que sabe
O que guarda no alforje pra nós
É preciso soltar essas velas
E amarrar esses nós

Quando a lona da noite se estende
por sobre a cidade
ao mandar o faminto pra cama,
pois já é muito tarde,
picadeiro repousa em silêncio,
mas ainda conserva o calor.
O palhaço carrega o sorriso
Até mesmo na dor

A manhã vai trazer alegria
pelos braços da aurora
mas o doce perfume das rosas
eu pressinto é agora

Se essas águas que movem moinhos
Moerem teus dias
E ficares calado e sozinho nas horas vazias
Olha bem para a tua janela
E vê só quanta coisa mudou
Tanta gente que anda contigo
Tanto amigo que ainda restou

Se essas águas que movem moinhos
Moerem teus sonhos
E acordares no meio da noite
Em suspiros tristonhos
Olha bem para a tua janela
E vê só quanta coisa mudou
Uma brisa suave devolve
O que o vento levou

Gladir Cabral
Via Descanso da Alma
Postar um comentário
Related Posts with Thumbnails
Share |