Páginas

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

A RAZÃO DO VIVER



Eu olho as flores,
que delicadas
são acariciadas
pelo colibri.
E nesse afago
encontra-se o néctar
para a sobrevivência.
E vejo
na harmonia de cores,
no perfume de flores
o próprio amor na essência.
Essa visão leva imagens
à minha mente,
que se mesclam
a momentos vividos
entre eu o colibri
e a mais bela flor:
Você.
E questiono sobre o que fazer
se somente assim encontro
o néctar do meu viver.
Pois, já é mais que flor,
é parte de mim.
A sua energia
se funde no meu ser
e no calor do seu corpo
encontro
a razão do viver…
Rubem Alves
Postar um comentário
Related Posts with Thumbnails
Share |