Páginas

domingo, 23 de maio de 2010

Romantismo


Quem tivesse um amor, nesta noite de lua,
para pensar um belo pensamento
e pousá-lo no vento!...

Quem tivesse um amor - longe, certo e impossível -
para se ver chorando, e gostar de chorar,
e adormecer de lágrimas e luar!

Quem tivesse um amor, e, entre o mar e as estrelas,
partisse por nuvens, dormente e acordado,
levitando apenas, pelo amor levado...

Quem tivesse um amor, sem dúvida nem mácula,
sem antes nem depois: verdade e alegoria...
Ah! Quem tivesse... (Mas quem tem? Quem teria?)
.-Cecília Meireles-.

via:Amantes da Poesia

2 comentários:

Marcio RJ disse...

Olá Lucilene!
Vejo que Lu Rodrigues é sua seguidora também, uma bela pessoa.. Volta e meia trocamos mensagens blogxblog, mas uma excelente e maravilhosa pessoa!
Quanto ao seu post!
Sou do Rio, e aki tem praia chamada Arpoador. Entre os meses de abril e maio, uma das épocas mais lindas para se apreciar a Lua, pois ela brota de dentro mar, flutuando em cor de tom laranja, regfletindo sobre a água seu clarão... Uma das coisas mais belas de se apreciar, o que faço todos os anos.
Mas quanto ao Amor.
Esse ainda indecifrável, misterioso, as vezes doloroso, mas que ao mesmo tempo, mexe de forma a fazermos coisas, que muitas das vezes nos torna vulnerável diante de tudo e de todos.
Amor existe dentro de cada umm de nós, só que algumas pessoas ainda não aprenderam a lhe dar com ele com coerência e respeito.

Um abraço

MARCIO RJ

Lucilene Soares disse...

Olá Marcio!
:) Seja muito bem-vindo, sempre!
Sim, conheço a Lu, um encanto de pessoa.
Já ouvi falar da beleza do pôr do sol, e encantos da lua no Arpoador...
Um dia quero ter o prazer e privilégio de aprecia-los bem de 'pertinho. :)

Obrigada por suas palavras, e comentário, que muito somaram e acrescentaram. Gostei!

Um grande abraço.

Related Posts with Thumbnails
Share |